quinta-feira, junho 20, 2024
spot_img

Projeto enaltece grupos de siriri, cururu e boi-à-serra de Santo Antônio de Leverger


Preservação dos costumes e tradições culturais. Essa é a ideia do Festival de Cultura Popular que visa promover a preservação e manutenção das raízes culturais populares em Santo Antônio de Leverger.

Em duas etapas, a iniciativa contempla grupos tradicionais de siriri, como Arco Iris, Vitória Régia do Pantanal e Siriri de Rua Unidos do Lixá, e de Boi-à-Serra, como Boi Pantaneiro, Boi Lendário e Boi Estrela.

O consultor em Planejamento e Gestão Cultural José Paulo Traven explica que o projeto teve início com oficinas de capacitação em música, direção artística, coreografia, conceito e criação de figurinos, criação de identidade visual e assessoria.

“Promovemos vivências musicais, oficinas de capacitação, assessoria em administração de Organizações Sociais, além da criação e execução de portfólio básico, que inclui a construção de páginas em redes sociais, o que dará ainda mais visibilidade aos grupos”.

Série documental

A segunda fase do projeto é a realização da série documental que registra a história e a memória das manifestações populares, por meio de entrevistas e vivencias. Com o decorrer do projeto, explica José Paulo Traven, os produtores perceberam a necessidade de registrar, além do Siriri e do Boi-à-Serra, mais uma das grandes expressões da cultura popular – o Cururu.

“A partir da ideia de fazer um panorama histórico-cultural, o documentário inclui três episódios e é uma boa pedida para quem quer compreender um pouco melhor cada uma das manifestações culturais seculares – que fundem influências diversas”.

Provisoriamente intitulada “Expressões de Santo Antônio de Leverger”, a série procurou locações que fossem relevantes para os grupos, como informa o cineasta Leo Sant´Ana, responsável pela direção e roteiro. “Decidimos por locais como a Capela da Praia do Poço, onde acontecem muitas das festas de santos – origem e mantenedoras dessas tradições; pátio da Igreja de Santo Antônio e na praça do Teatro de Arena”, conta.

Segundo ele, as gravações envolvem todos os grupos, proporcionando a eles uma grande experiência e estrutura de qualidade, e que irá gerar conteúdo que mostre um pouco das três principais expressões do município”, afirmou Leo, ressaltando que participar de qualquer projeto que tenha como objetivo fomentar e difundir a cultura popular, é sempre um motivo de grande orgulho.

A série será lançada em breve e disponibilizada em plataformas digitais gratuitas. O projeto é uma realização da Associação Mato-grossense de Inclusão Sociocultural (Amiscim), do Governo de Estado de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer, e Assembleia Legislativa, por meio de emenda parlamentar indicada pelo deputado Alan Kardec.

Fonte: GOV MT

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Feminilização vocal: como funciona o procedimento feito por Maya Massafera

Foto: Reprodução Feminilização vocal: como funciona o procedimento feito por Maya Massafera Muitas pessoas desejam fazer os procedimentos que resultam na transição...

Governo de MT apoia mulheres do campo com 15 mil mudas de banana e kits para cultivo irrigado da fruta

A Secretaria Estadual de Agricultura Familiar (Seaf) entregou 15 mil mudas de banana e 20 kits de irrigação para 20 produtoras familiares de São...

Andrea de Andrade recorda problemas de autoestima: “Era magrela”

Reprodução/ArquivoPessoal Antes e depois de Andrea de Andrade Sucesso no mundo fitness, a influenciadora Andrea de Andrade treina pesado...

Polícia Civil esclarece autoria de dois homicídios e prende três envolvidos nos crimes

A Delegacia de Pontes e Lacerda esclareceu nesta semana a autoria de dois crimes ocorridos no município e prendeu dois homens e apreendeu um...