domingo, maio 19, 2024
spot_img

Governo avalia alternativa a aumento de servidores


source
Servidores se reúnem na porta do Banco Central em Brasília
Reprodução Twitter

Servidores se reúnem na porta do Banco Central em Brasília

O governo federal estuda uma alternativa ao aumento salarial de servidores. Em maio a protestos por reajustes, a saída seria usar a verba separada no Orçamento para elevar benefícios como  vale-alimentação para todo o funcionalismo. A informação é da Folha de São Paulo. 

O presidente Jair Bolsonaro reservou R$ 1,7 bilhão para aumento de carreiras da segurança pública, gerando insatisfação nos demais funcionários públicos, que se mobilizaram para  organizar paralisações e agora ameaçam greve

O montante não seria capaz de recompor o salário de todas as carreiras, com isso surgiu a alternativa de aumentar o auxílio-alimentação, hoje de R$ 458 mensais a todos os servidores ativos, exceto aqueles que estão afastados por licença-capacitação de longa duração ou por cessão a organismos internacionais.

Além disso, o auxílio pré-escolar, pago a funcionários ativos com filhos de até seis anos, com valor de até R$ 321 mensais, também teria aumento. 

Fora do Executivo, os pagamentos são maiores. Na Câmara dos Deputados, os servidores recebem R$ 982,29 de auxílio-alimentação e R$ 798,42 de auxílio pré-escolar, segundo dados de dezembro de 2021. No Judiciário, esses valores são de R$ 910,08 e R$ 719,62, respectivamente.

Para conseguir avançar com a proposta, o governo precisa propor a mudança na LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2022 ao Congresso. 

Leia Também

 O Ministério da Economia avalia que cada 1% de reajuste concedido a servidores eleva os gastos da União em pelo menos R$ 3 bilhões. Se aplicado o dinheiro disponível, o reajuste seria de 0,5% e poderia gerar uma reação ainda mais adversa da categoria. 

O governo tem até março para definir como usar o valor, uma vez que a lei eleitoral proíbe aumento de benefícios nas vésperas das eleições. 

Já o atual texto da Lei de Responsabilidade Fiscal (101/2001) determina que é nulo o ato que promova reajuste ou reestruturação de carreira a menos de seis meses do fim do mandato (fim de junho).

O Fonasefe (Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais) encaminhou um ofício ao ministro da Economia, Paulo Guedes, pedindo aumento salarial de 19,99% .

Calendário de manifestações aprovado

  • 02/02/22 – Atividade simbólica, como parte do processo de mobilização pela recomposição emergencial, em Brasília/DF, com faixaço por todo o País nos órgãos e prédios públicos;
  • 07 a 11/02/22 – Rodada de plenárias estaduais e atividades virtuais “Reposição emergencial para todas e todos: 19,99% já!”;
  • 14 a 25/02/22 – Jornada de Luta em estado de greve;
  • 09/03/22 – Greve Nacional dos(as) servidores(as) Federais. (se aprovada nas assembleias).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Feijão cozido com maça de peito

Ingredientes 500 g de maça de peito, 2 copos de feijão vermelho, 4 copos de água ou ate cobrir a panela de pressão, 2 colheres de sopa de...

Arroz doce com casca de limão

Ingredientes 3 copos de arroz água suficiente para cobrir o arroz cascas em tiras de um limão 3 lascas de canela 1 litro e meio de leite  açúcar a gosto Modo...

Fabiana Justus leva família às lágrimas com surpresa em aniversário da irmã:’Vicky”

Fabiana Justus apareceu de surpresa na festança de aniversário da irmã caçula, Vicky, levando a madrasta, Ana Paula Siebert, e a irmã, Rafa, às lágrimas. A filha...

Pavê de Biscoito de Maizena

Ingredientes 4 pacotes de biscoito maizena tradicional ou sabor chocolate 2 latas de leite condensado 1 1/2 colher de sopa de maisena 1 lata de creme de leite 1...