quarta-feira, julho 17, 2024
spot_img

Ex-governador do RS coordenará campanha presidencial de Simone Tebet


source
Simone Tebet (MDB-MS)
Jefferson Rudy/Agência Senado

Simone Tebet (MDB-MS)

Enquanto tem a candidatura contestada dentro do próprio partido, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) indicou, nesta quarta-feira, que o ex-governador do Rio Grande do Sul Germano Rigotto será o coordenador de seu programa de governo à Presidência da República. Na semana passada, a parlamentar já havia anunciado Elena Landau como sua conselheira econômica na corrida para o Palácio do Planalto.

A decisão de ter Rigotto como coordenador de campanha foi anunciada em reunião da Executiva Nacional do MDB nesta quarta. Governador do estado gaúcho de 2003 a 2006, Rigotto foi três vezes deputado federal.

Líder da bancada feminina, Tebet vem sendo cortejada como um possível nome para preencher a vaga de vice em chapas de outros candidatos. Uma das possibilidades ventiladas é de compor com o governador de São Paulo e pré-candidato pelo PSDB, João Doria. A senadora, no entanto, já disse que irá manter a sua candidatura.

Em entrevista à Globonews, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) defendeu que o MDB não tenha candidatura própria e apoie o ex-presidente Luiz Inácio Lula Silva (PT) na corrida ao Palácio do Planalto já no primeiro turno caso o nome de Tebet não suba nas pesquisas.

Leia Também

“Acho que ela (Tebet) tem todas as condições de ser candidata a presidente da República. No entanto, se a fotografia das pesquisas não mexerem, não dá para a gente repetir experiências passadas em detrimento do tamanho do partido”, afirmou Renan, acrescentando que Lula é a candidatura que “encarna” a inclusão social, o crescimento econômico e o aumento real do salário.

Embora reforce a candidatura de Simone, a cúpula do MDB não descarta que ela poderá enfrentar palanques duplos em alguns estados. No Nordeste, caciques do MDB são mais próximos a Lula, enquanto em estados do Sul há nomes mais ligados a Jair Bolsonaro. O partido já liberou os estados em eleições anteriores.

Enquanto isso, o MDB tem conversado com PSDB, União Brasil e Cidadania sobre a possibilidade de formar uma federação partidária.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Izalci diz que aumento de tributos sobre venda de imóveis é ‘tiro no pé’

O senador Izalci Lucas (PL-DF) criticou, em pronunciamento nesta quarta-feira (17), o projeto de regulamentação da reforma tributária, já aprovado na Câmara. Ele considera...

Prorrogado funcionamento de comissão temporária sobre inteligência artificial

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, prorrogou nesta quarta-feira (17), por mais 60 dias, o prazo de funcionamento da Comissão Temporária Interna sobre Inteligência...

Zenaide Maia critica reforma tributária e isenções de impostos

A senadora Zenaide Maia (PSD-RN), em pronunciamento nesta quarta-feira (17), criticou o texto do Projeto de Lei Complementar (PLP 68/24) de regulamentação da reforma...

Corpo de Bombeiros segue combatendo incêndio no Pantanal nesta quarta-feira (17)

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso segue combatendo um incêndio que atinge a região de Porto Conceição, em Cáceres, nesta quarta-feira (17.07)....