quinta-feira, fevereiro 22, 2024
spot_img

Bate e volta de SP a Ilhabela e São Sebastião: o que fazer em 4 dias

A 'Praia do Coração', como é conhecida a Praia de Castelhanos em Ilhabela, Litoral Norte de São Paulo
Rafael Nascimento

A ‘Praia do Coração’, como é conhecida a Praia de Castelhanos em Ilhabela, Litoral Norte de São Paulo

Na primeira quinzena de novembro eu tirei a segunda parte das minhas férias — sim, sou uma pessoa privilegiada que consegue tirar dois momentos de férias ao ano. Para começar, para quem não me conhece, me chamo Rafael Nascimento e sou editor do iG Turismo . Prazer!

Eu queria visitar um lugar próximo do Rio de Janeiro , onde resido, que não fosse tão caro e que me proporcionasse descanso. Na lista que eu montei optei por visitar cidades do Litoral Norte de São Paulo , — o que já queria fazer há um tempo — e adianto que foi uma decisão muito acertada.


Por sorte, um amigo meu que já conhece a região também estava de férias no período e topou a aventura comigo. Escolhemos então conhecer Ilhabela e São Sebastião. A estadia foi curta, de cinco dias ao todo, mas o suficiente para deixar saudades.

Em Ilhabela optamos por um loft com vista para o mar no lado sul da ilha — e aliás esta é uma informação importante para quem nunca visitou o destino de praia de São Paulo.

As praias do Sul são as mais movimentadas; já pelo Centro o turista tem a oportunidade de passear pela orla, o que pode ser feito de bicicleta — é possível alugar uma caso o turista não tenha. O trajeto todo soma pouco mais de 4 km e pode ser feito a pé também, para os mais dispostos.

Eu e meu amigo alugamos duas bicicletas e fizemos o passeio, o que foi uma delícia. Já pela direção norte, o turista vai encontrar mais tranquilidade, comparada com as outras duas regiões.

Para chegar em Ilhabela partimos da capital paulista logo pela manhã, saindo da região de Higienópolis, e levamos quatro horas de carro para chegar — contando a travessia de balsa, que pode ser agendada com antecedência para evitar a fila de espera por ordem de chegada. Confira o valor da balsa, de acordo com o veículo, neste link.

No primeiro dia de ilha, aproveitamos para descansar a metade do dia que nos restou. Eu estava tão cansado da viagem (e também por não ter dormido na noite anterior), que capotei na praia. Este é um ponto interessante a se ressaltar. Ilhabela passa uma sensação de muita segurança, mesmo que lotada de pessoas de todo o Brasil — e provavelmente também do exterior.

É um clima de cidade litorânea com cidade do interior. É, de fato, um ótimo destino para quem quer relaxar e desgarrar um pouco da adrenalina de grandes metrópoles.

Com as baterias recarregadas, partimos para uma aventura no dia seguinte e fizemos o tradicional passeio pela Trilha da Água Branca, que leva à Baía de Castelhanos. Um veículo 4×4 nos buscou logo cedo no loft, e no carro já estava uma família animada para se aventurar na trilha — assim como nós.

Vista da varanda para o mar do loft em Ilhabela
Rafael Nascimento

Vista da varanda para o mar do loft em Ilhabela


Antes de chegarmos no ponto mais alto da trilha, cerca de 600 metros do chão, paramos na Cachoeira da Água Branca para nos refrescar. Linda, a pequena cachoeira foi um ótimo momento de relaxamento durante o passeio. Após atingir o topo da montanha, de onde a vista era deslumbrante, começamos a descer em direção à Baía.

Finalizada a descida fomos recepcionados pelos nada amigáveis “borrachudos”. Para quem não conhece, esse apelido é dado aos mosquitos que circulam pelo litoral norte de São Paulo. É imprescindível o uso de repelentes na região que com boas camadas mantêm os insetos por longe.

A Praia dos Castelhanos é encantadora com águas calmas e quentes — aliás, pela maior parte do litoral as águas têm temperaturas agradáveis que tornam a experiência ainda mais prazerosa. Um dos atrativos da praia é subir uma escada de 140 degraus que dá uma vista panorâmica da praia, que tem um formato de coração onde as ondas quebram.

Depois da tarde aconchegante, refizemos a Trilha da Água Branca para retornar à hospedagem e no dia seguinte visitamos o Centro de Ilhabela (e fizemos aquele passeio de bicicleta que citei acima).

Vista da Trilha da Água Branca, em Ilhabela
Rafael Nascimento

Vista da Trilha da Água Branca, em Ilhabela


No quarto dia chegou o momento de colocarmos os pés na estrada e visitar o segundo destino da viagem: São Sebastião. Recebemos o convite da Pousada Montão do Trigo que fica que fica em Juquehy e que leva o nome de uma das ilhas da região. A pousada está localizada a 150 metros da praia homônima.

A estadia conta com hospedagens em quarto duplo luxo, triplo luxo e quádruplo. Juquehy é uma região ainda mais interiorana do que o sul de Ilhabela, ao manter o ar rústico de vila de pescadores, cercada de Mata Atlântica.


Na beira da praia de Juquehy há diversas casas de veraneio e hospedagens de alto padrão, o que torna a região bem mais requintada do que a que ficamos em Ilhabela — que também não deixava a desejar.

A praia de Juquehy em São Sebastião no Litoral Norte de São Paulo
Rafael Nascimento

A praia de Juquehy em São Sebastião, no Litoral Norte de São Paulo

A praia de Juquehy foi uma grata surpresa. Eu, que sou acostumado com a badalação das praias cariocas, me surpreendi com a tranquilidade do local.

A areia batida e o mar calmo ajudaram a transformar o lugar em um verdadeiro paraíso, e me trouxe a memória da tranquilidade que senti quando fui à Trancoso, na Bahia (contei minha experiência lá neste link ).

Depois de um dia de muito relaxamento e contemplação da natureza, voltamos para o hotel e aproveitamos a piscina de água quente ao ar livre — que foi uma benção caída dos céus uma vez que fomos embora da praia por conta de uma chuva gelada que começava a cair. Ainda curtimos um pouco da sauna disponível na pousada.

No dia seguinte, infelizmente, depois de aproveitar um pouco mais da praia pela manhã, foi a hora de retornar para a grande cidade de São Paulo. Eu não sou muito de sentir vontade de revisitar lugares que já fui, mas tenho a sensação de que ainda terei a oportunidade de aproveitar melhor o Litoral Norte de São Paulo — e eu espero que sim!

Acompanhe o iG Turismo também nas redes sociais: Instagram , X (Twitter) , Facebook e Comunidade no Whatsapp .

Fonte: Turismo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Dia do rotaractiano recebe apoio em audiência da CE

A Comissão de Educação e Cultura (CE) realizou audiência pública nesta quinta-feira (22) para debater o dia 13 de março como o marco nacional...

Governador cumpre agenda em Colíder e Alta Floresta nesta sexta-feira (23)

O governador Mauro Mendes estará em Colíder e Alta Floresta nesta sexta-feira (23.02). A agenda tem início às 9h30, em Colíder, com uma...

Após reunião de líderes, relator confirma votação do Código Eleitoral até junho

O Senado deve votar no primeiro semestre deste ano o projeto de lei complementar (PLP) 112/2021, que institui o novo Código Eleitoral. A anúncio...

Debatedores defendem PEC para ampliar força dos projetos de iniciativa popular

Em audiência pública nesta quinta-feira (22) na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), debatedores apoiaram a ampliação da força dos projetos de...