quarta-feira, julho 24, 2024
spot_img

Aprovada indicação de Fábio Vaz Pitaluga para embaixada na Armênia


O Plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (10) a indicação do diplomata Fábio Vaz Pitaluga para o cargo de embaixador do Brasil na Armênia (MSF 70/2021). A aprovação — que contou com 40 votos favoráveis, quatro contrários e uma abstenção — será comunicada à Presidência da República.

Antes de chegar ao Plenário, a indicação de Pigaluga foi aprovada na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) do Senado no dia 7 de abril — o relator da indicação foi o senador Esperidião Amin (PP-SC).

No exterior, Pitaluga exerceu, entre outros, os cargos de primeiro secretário e conselheiro na embaixada em Washington (2004-2007); conselheiro e ministro de segunda classe na delegação permanente junto à Associação Latino-Americana de Integração (Aladi) e ao Mercado Comum do Sul (Mercosul) em Montevidéu (2007-2009); ministro de segunda classe na embaixada em Moscou (2015-2018); encarregado de negócios na embaixada em Damasco (2018). Além disso, ele foi assessor especial para Assuntos Internacionais do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (2014-2015).

Armênia

Situada no sudeste da Europa, a Armênia é a menor das ex-repúblicas soviéticas. De maioria cristã, ela está cercada de países vizinhos predominantemente muçulmanos, como Azerbaijão, Irã e Turquia. O país conta com população de aproximadamente 2,96 milhões de habitantes. Seu Produto Interno Bruto (PIB) foi de US$ 12,6 bilhões em 2020; o PIB per capita foi de cerca de US$ 4.301; e o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) foi de 0,776 (81º entre 188 países) no mesmo ano.

Brasil e Armênia estabeleceram relações diplomáticas em 1992, e o Brasil conta com embaixada em Ierevan desde 2006. A comunidade de origem armênia no Brasil está estimada em 40 mil pessoas.

Quanto às trocas comerciais, o intercâmbio entre os dois países compõe-se em sua quase totalidade de exportações brasileiras. Em 2020, elas somaram US$ 27,1 milhões, enquanto as importações provenientes da Armênia corresponderam a apenas US$ 100 mil. Os principais produtos da pauta exportadora brasileira são tabaco (56%), açúcares e melaço (32%); produtos da indústria de transformação (4,2%); e carne suína (4,1%). Os produtos que o Brasil mais importa da Armênia são vestuário (roupas femininas e masculinas) e produtos da indústria de transformação.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Gabriela Versiani exibe vídeo com filho de Murilo, e ganha declaração: ‘Amo vocês’

A influenciadora Gabriela Versiani, de 25 anos, encantou o namorado, o cantor Murilo Huff, de 28, ao postar um vídeo com Leo, de 4 anos, filho...

Dupla que matou e queimou corpos de vítimas é condenada a 76 anos

Denunciados pelo Ministério Público do Estado de Mato Grosso por cometerem dois homicídios qualificados, no município de Rondonópolis, os jovens Raul de Souza Santana...

PF e BPFron apreendem maconha durante patrulhamento em Terra Roxa/PR

Guaíra/PR. A Polícia Federal, em ação conjunta com o Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), apreendeu 1.617kg de entorpecente, durante monitoramento de estradas rurais na cidade...

PF prende duas pessoas por tráfico de drogas em Guajará-Mirim/RO

Guajará-Mirim/RO. A Polícia Federal prendeu em flagrante, nesta quarta-feira (24/7), duas pessoas pelo crime de tráfico de drogas nesta, em Guajará-Mirim/RO. Na ação, foram apreendidos...