quinta-feira, fevereiro 22, 2024
spot_img

Governo abre mercados de Vietnã, Tailândia, Turquia e Nova Zelândia para o farelo de milho

O governo brasileiro anunciou a abertura dos mercados do Vietnã, Tailândia, Turquia e Nova Zelândia para a exportação do farelo de milho, um subproduto do processo de fabricação do etanol de milho, conhecido tecnicamente como DDG (grãos secos de destilação) ou DDGS (grãos secos de destilação com solúveis).

Os DDGS/DDG são derivados da produção de etanol de milho na segunda safra. Esse insumo serve como fonte de proteína e energia nas formulações de rações para animais, incluindo ruminantes, suínos, aves, peixes e camarões.

De acordo com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil), as previsões apontam que até 2031/2032, a produção brasileira de etanol de milho aumentará para 10,88 bilhões de litros, resultando em uma oferta de aproximadamente 6,5 milhões de toneladas de DDG/DDGS para o mercado.

Essa abertura de novos mercados é fruto de esforços conjuntos entre o Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e o Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Atualmente, o Brasil é o terceiro maior produtor mundial de milho, ficando atrás apenas da China (em segundo lugar) e dos Estados Unidos (em primeiro). Cerca de 10% da produção de milho é destinada à fabricação de etanol, que é realizada na segunda safra de milho. Essa “safrinha” é plantada na mesma área após a colheita da safra principal, no mesmo ano agrícola, não exigindo terra adicional para cultivo, o que reduz significativamente a emissão de dióxido de carbono.

De acordo com as métricas do governo brasileiro, o etanol de milho apresenta uma das menores emissões de carbono entre todas as usinas de etanol do Brasil, com aproximadamente 17gCO2/MJ.

Segundo o 1º Levantamento da Safra de Grãos 2023/24, divulgado em outubro pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a produção total de milho esperada para a safra 2023/24 é de 119,4 milhões de toneladas. Estima-se que o país exportará cerca de 38 milhões de toneladas desse cereal.

Fonte: Pensar Agro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Dia do rotaractiano recebe apoio em audiência da CE

A Comissão de Educação e Cultura (CE) realizou audiência pública nesta quinta-feira (22) para debater o dia 13 de março como o marco nacional...

Governador cumpre agenda em Colíder e Alta Floresta nesta sexta-feira (23)

O governador Mauro Mendes estará em Colíder e Alta Floresta nesta sexta-feira (23.02). A agenda tem início às 9h30, em Colíder, com uma...

Após reunião de líderes, relator confirma votação do Código Eleitoral até junho

O Senado deve votar no primeiro semestre deste ano o projeto de lei complementar (PLP) 112/2021, que institui o novo Código Eleitoral. A anúncio...

Debatedores defendem PEC para ampliar força dos projetos de iniciativa popular

Em audiência pública nesta quinta-feira (22) na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), debatedores apoiaram a ampliação da força dos projetos de...